Notícias

Via Araucária oferece benefícios tarifários aos usuários

A partir da 0h do dia 23 de março, a concessionária inicia a cobrança das tarifas oferecendo
descontos progressivos aos motoristas e isenção para motocicletas

A Via Araucária inicia, às 0h deste sábado (23), a cobrança das tarifas em cinco praças de
pedágio: São Luiz do Purunã (BR-277 Km 133), Porto Amazonas (BR-277 km 158), Irati (BR -277
km 249), Imbituva (BR-373 Km 217) e Lapa (BR-476 Km 191). O contrato de concessão prevê
benefícios tarifários importantes para os motoristas que trafegam pelo Lote 1 das rodovias
paranaenses.
Os usuários que trafegam nas rodovias administradas pela Via Araucária serão contemplados
com duas vantagens: o Desconto Básico de Tarifa (DBT) e o Desconto de Usuário Frequente
(DUF)
.
Para obter os descontos, é necessário ter instalado no veículo uma tag, chip eletrônico
autoadesivo colado ao para-brisa, que permite que os veículos passem pela pista automática de
cobrança de pedágio.
DBT – este benefício oferece 5% de desconto a todas as categorias de veículos,
independentemente da quantidade de viagens realizadas. Todo e qualquer veículo com tag
sempre que passar por uma das cabines automáticas de pedágio receberá 5% de abatimento no
valor da tarifa.
DUF – o DUF contempla apenas veículos de passeio (automóvel, caminhonete e furgão;
automóvel e caminhonete com semirreboque; automóvel e caminhonete com reboque). Esse
benefício oferece uma redução adicional e progressiva no valor da tarifa a partir da segunda
passagem pela mesma praça, no mesmo sentido, realizada dentro do mesmo mês. Quanto mais
o usuário utiliza a rodovia, menor fica o valor do pedágio.
Confira como os descontos funcionam:
A Via Araucária oferece descontos progressivos em cada uma das suas cinco praças de pedágio,
eles são aplicados a partir da segunda passagem pela praça, em cima do valor pago na última
vez que o usuário passou pelo mesmo trecho. Fato que resulta em uma economia de
aproximadamente 98% na trigésima viagem.

1ª passagem: na primeira vez que cruzar uma pista automática de uma das cinco praças de
pedágio (São Luiz do Purunã (BR-277 km 133), Porto Amazonas (BR-277 km 158), Irati (BR-277
km 249), Imbituva (BR-373 km 217) e Lapa (BR-476 km 191), o veículo com a tag já recebe
desconto de 5% referente ao DBT;

2ª passagem: na segunda vez que passar pela mesma praça de pedágio, com o mesmo
veículo, no mesmo sentido e dentro do mesmo mês, o motorista recebe o Desconto Usuário
Frequente (DUF) sobre o valor pago na primeira passagem;

Demais passagens até a 30ª: em sequência, o desconto vai ficando cada vez maior até chegar
à trigésima viagem, quando o motorista alcança a tarifa mínima, que pode chegar a R$ 0,18,
como no caso da praça de pedágio de São Luiz do Purunã.
A partir da trigésima viagem, o preço do pedágio congela e o usuário continuará pagando o valor
mínimo na trigésima primeira travessia e nas seguintes realizadas dentro do mesmo mês.
Quando o mês vira, o preço da tarifa retorna ao valor total e reinicia um novo ciclo de descontos.
Confira a tabela completa de descontos
https://viaaraucaria.com.br/wp-content/uploads/2024/03/duf_dbt.pdf

CategoriaSão Luiz do PurunãLapaPorto AmazonasImbituvaIrati
Automóvel, caminhonete e furgão (2 eixos)R$ 8,70R$11,50R$ 10,90R$10,00R$10,20
Caminhão levem ônibus, caminhão- trator e furgão (2 eixos)R$ 17,40R$ 23,00R$ 21,80R$ 20,00R$ 20,40
Automóvel e  caminhonete  com semirreboque (3 eixos)R$ 13,10R$ 17,30R$ 16,40R$ 15,00R$ 15,30
Caminhão,               caminhão-trator, caminhão-trator                           com semirreboque e ônibus (3 eixos)R$ 26,10R$ 34,50R$ 32,70R$ 30,00R$ 30,60
Automóvel e  caminhonete  com reboque (4 eixos)R$ 17,40R$ 23,00R$ 21,80R$ 20,00R$ 20,40
Caminhão com reboque, caminhão- trator com semirreboque (4 eixos)R$ 34,80R$ 46,00R$ 43,60R$ 40,00R$ 40,80
Caminhão com reboque, caminhão- trator com semirreboque (5 eixos)R$ 43,50R$ 57,50R$ 54,50R$ 50,00R$ 51,00
Caminhão com reboque, caminhão- trator com semirreboque (6 eixos)R$ 52,20R$ 69,00R$ 65,40R$ 60,00R$ 61,20
Caminhão com reboque, caminhão trator com semirreboque (7 eixos)R$ 60,90R$ 80,50R$ 76,30R$ 70,00R$ 71,40
Caminhão com reboque, caminhão trator com semirreboque (8 eixos)R$ 69,60R$ 92,00R$ 87,20R$ 80,00R$ 81,60
Motocicletas, motonetas, triciclos, bicicletas motoIsentoIsentoIsentoIsentoIsento

Formas de pagamento
Nas cabines manuais das praças, será possível efetuar o pagamento das tarifas em dinheiro ou
com cartão de débito e crédito, na modalidade por aproximação. A modalidade Visa Vale
Pedágio também será aceita. Já nas vias automáticas, o motorista poderá optar entre as
operadoras Sem Parar, ConectCar, Move Mais, Veloe e Taggy.

LINK PARA AS FOTOS:
Imagens praças de pedágio – Via Araucária – Google Drive

Ficou com mais alguma dúvida?
Confira ao vídeo sobre o Desconto de Usuário Frequente (DUF) e Desconto Básico de Tarifa
(DBT).
Link do vídeo: https://youtu.be/MMtvVJzKms8


Mais informações também podem ser obtidas pelo 0800 277 0 376. A Via Araucária também
disponibiliza um canal de atendimento exclusivo, pelo WhatsApp para pessoas com deficiência
auditiva e de fala
. O número é (41) 9 9519-0279.


Sobre a Via Araucária
A Via Araucária é a concessionária responsável pela operação, manutenção e modernização do
Lote 1 do Sistema Rodoviário do Estado do Paraná, abrangendo 473 quilômetros de rodovias
federais e estaduais. Esse trecho inclui os contornos Norte e Sul de Curitiba, as interligações
entre municípios da Região Metropolitana de Curitiba e a rota entre a capital e Guarapuava, no
Centro-Sul do Paraná, entre outros segmentos viários.
O contrato de concessão assinado junto ao Governo Federal prevê investimentos da ordem de
R$13,1 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implementação de
tecnologias e inovações que contribuam para a prestação de serviços de alta qualidade. Para
mais informações: www.viaaraucaria.com.br
(I) BR-277/PR:
– Do acesso oeste de Curitiba/PR até a Ponte sobre o Rio Barigui, em Curitiba/PR;
– Do entroncamento com a BR-476, no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a
BR-373/PR-452 (Relógio), em Prudentópolis/PR;
– Do entroncamento com a BR-277/PR-431, no município de Campo Largo/PR, até o
entroncamento com a BR-277/PR-431 (Fim do Contorno de Campo Largo), em Balsa Nova/PR;
– Do acesso a Santa no município de Balsa Nova/PR, até o entroncamento com a PR-423, em
Balsa Nova/PR.
(II) BR-373/PR:
– Do entroncamento com a BR-373/PR (Caetano) no município de Ponta Grossa/PR, até o
entroncamento com a BR-277/PR (Relógio), em Prudentópolis/PR.
(III) BR-376/PR:
– Do entroncamento com a BR-476 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o
entroncamento com a BR-116/476 (Curitiba Sul/Pinheirinho), em Curitiba/PR.
(IV) BR-476/PR:
– Do entroncamento com a BR-376/277 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o
entroncamento com a PR-427 (P/ Porto Amazonas), em Lapa/PR.
(V) PR-418:
– Do entroncamento com a BR-277/PR (Campo Comprido) no município de Curitiba/PR, até o
entroncamento com a PR-417, em Colombo/PR.
(VI) PR-423:
– Do entroncamento com a BR-276 (Araucária) no município de Araucária/PR até o
entroncamento com a BR-277 (Pista Direita), em Campo Largo/PR.
(VII) PR-427:
– Do entroncamento com a BR-476 no município da Lapa/PR, até o entroncamento com a BR277, em Palmeira/PR.
Assessoria de Imprensa – Via Araucária
Lumière Comunicação
Giovana Chiquim Cereja – (41) 9 9583-4827
Fernanda Guimarães – (41) 9 8705-8239

E-mail: imprensaviaaraucaria@lumierecomunicacao.com.br

Você já conhece os benefícios de possuir uma tag (chip eletrônico para pagamento automático)?

Clique aqui e confira!