Notícias

Via Araucária assina com a ANTT o contrato de concessão do Lote 1 de rodovias do Paraná

Concessionária irá aplicar cerca de R$13 bilhões em obras e serviços operacionais de mais de 470 quilômetros de rodovias federais e estaduais no Paraná

A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) e a concessionária Via Araucária, empresa investida por um fundo sob gestão do grupo Pátria, assinaram, o contrato de concessão dos 473 quilômetros do Lote 1 de rodovias do Paraná – que inclui os contornos Norte e Sul de Curitiba, as interligações entre municípios da Região Metropolitana de Curitiba e a rota entre a capital e Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, entre outros segmentos viários. Com a celebração do contrato, realizado na tarde desta terça-feira (30), a empresa assume o compromisso de realizar diversos investimentos ao longo de todo o trecho, estimados em R$7,9 bilhões durante os 30 anos de concessão. Outros R$5,2 bilhões serão aplicados na operação da malha rodoviária, totalizando um aporte de cerca de R$13,1 bilhões.

A concessionária passa a administrar o trecho e irá executar serviços iniciais, incluindo melhorias no pavimento, revitalização da sinalização através da pintura do solo e implantação de novas placas, além de aprimoramentos nos sistemas de drenagem e de segurança, juntamente com reparos emergenciais em pontes, viadutos e passarelas. De acordo com Sergio Santillán, diretor-presidente da Via Araucária, “a equipe está engajada em realizar os investimentos necessários, conforme designado pelo Governo Federal no estado do Paraná. Nos doze primeiros meses, planejamos elevar o padrão das rodovias com obras de reparos no pavimento e sinalização, enquanto, no terceiro ano, entregaremos já as primeiras duplicações, totalizando 70 quilômetros de novas pistas”.

O contrato exige uma série de obras de recuperação e melhorias da infraestrutura dos trechos concessionados. Entre as obras de ampliação da capacidade das vias, estão definidos mais de 344 quilômetros de duplicações, 215 quilômetros de faixas adicionais e 32 quilômetros de vias marginais. A construção de 63 dispositivos, entre trevos, viadutos, passagens inferiores, alças e retornos, além da implantação de 14 passagens de fauna e de 27 quilômetros de ciclovias contribui com a fluidez do tráfego. Nos trechos urbanos, a Via Araucária vai instalar 12 passarelas de pedestres e 86 pontos de ônibus. Haverá ainda a entrega de um Ponto de Parada e Descanso (PPD) para caminhoneiros e de uma área de escape.

“A modernização e expansão da infraestrutura rodoviária têm o potencial de impulsionar o desenvolvimento regional, atraindo empresas, incrementando a arrecadação de impostos municipais e aprimorando a eficiência no escoamento da produção agrícola”, destaca Santillán. De acordo com as projeções do Governo Federal, estima-se que a receita proveniente da concessão ultrapasse os R$ 1,4 bilhão em Imposto Sobre Serviço (ISS), destinando-se às Prefeituras abrangidas pela malha rodoviária da Via Araucária. Além disso, a previsão do Governo Federal aponta para a geração de 81,7 mil empregos diretos e indiretos com a implementação da concessão.

A partir da assinatura do contrato se inicia o processo de arrolamento dos bens, no qual o DER/PR e o DNIT, acompanhados pela ANTT, transferem formalmente a infraestrutura da qual a Via Araucária irá cuidar pelos próximos anos. Este processo pode se estender por um mês e a partir daí a concessionária assume de forma integral a gestão das rodovias, incluindo a prestação dos serviços operacionais, como socorro médico e mecânico, com equipe especializada e estrutura composta por 10 ambulâncias e 10 guinchos exclusivos para o trecho – ao todo serão mais de 37 veículos operacionais alocados em nove bases operacionais da Via Araucária.

O monitoramento das ocorrências será feito a partir de um moderno Centro de Controle Operacional com funcionamento 24 horas. A concessionária irá adotar, ainda, a metodologia iRap (International Road Assessment Program – iRap), um moderno programa de segurança viária com foco na redução de acidentes e de risco de mortes nas rodovias.

Fotos (Marcio Ferreira/MT): https://flickr.com/photos/129991372@N08/sets/72177720314469368

Sobre a Via Araucária  

A Via Araucária será a concessionária responsável pela operação, manutenção e modernização do Lote 1 do Sistema Rodoviário do Estado do Paraná, abrangendo 473 quilômetros de rodovias federais e estaduais. Esse trecho inclui os contornos Norte e Sul de Curitiba, as interligações entre municípios da Região Metropolitana de Curitiba e a rota entre a capital e Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, entre outros segmentos viários. O contrato de concessão assinado junto ao Governo Federal prevê investimentos da ordem de R$13,1 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implementação de tecnologias e inovações que contribuam para a prestação de serviços de alta qualidade. Para mais informações: www.viaaraucaria.com.br

(I) BR-277/PR:

– Do acesso oeste de Curitiba/PR até a Ponte sobre o Rio Barigui, em Curitiba/PR;

– Do entroncamento com a BR-476, no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-373/PR-452 (Relógio), em Prudentópolis/PR;

– Do entroncamento com a BR-277/PR-431, no município de Campo Largo/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR-431 (Fim do Contorno de Campo Largo), em Balsa Nova/PR;

– Do acesso a Santa no município de Balsa Nova/PR, até o entroncamento com a PR-423, em Balsa Nova/PR.

(II) BR-373/PR:

– Do entroncamento com a BR-373/PR (Caetano) no município de Ponta Grossa/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR (Relógio), em Prudentópolis/PR.

(III) BR-376/PR:

– Do entroncamento com a BR-476 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-116/476 (Curitiba Sul/Pinheirinho), em Curitiba/PR.

(IV) BR-476/PR:

– Do entroncamento com a BR-376/277 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-427 (P/ Porto Amazonas), em Lapa/PR.

(V) PR-418:

– Do entroncamento com a BR-277/PR (Campo Comprido) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-417, em Colombo/PR.

(VI) PR-423:

– Do entroncamento com a BR-276 (Araucária) no município de Araucária/PR até o entroncamento com a BR-277 (Pista Direita), em Campo Largo/PR.

(VII) PR-427:

– Do entroncamento com a BR-476 no município da Lapa/PR, até o entroncamento com a BR-277, em Palmeira/PR.

Assessoria de Imprensa – Via Araucária

Luana Ferrari – (16) 99649-4520

luana.ferrari@ibhservicos.com.br

A blue and yellow diamond shaped logo

Description automatically generated

Você já conhece os benefícios de possuir uma tag (chip eletrônico para pagamento automático)?

Clique aqui e confira!