Notícias

ANTT estabelece valores e autoriza início da cobrança de pedágio nas rodovias do lote 1 do Paraná

Concessionária Via Araucária inicia a operação no dia 23 de março, após cumprir todos os requisitos, quais sejam, restauração das estruturas prediais, instalação de novas bases de atendimento ao usuário, recuperação da infraestrutura de tecnologia da informação

Após a aprovação e estabelecimento dos valores pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Via Araucária, concessionária responsável pela concessão do Lote 1 das rodovias paranaenses, inicia a cobrança das tarifas a partir da zero hora do próximo dia 23 de março. A Deliberação de nº 66, publicada pela Diretoria Colegiada da ANTT, na data de hoje (12), autorizou o início da cobrança da tarifa nos pedágios de São Luiz do Purunã (BR-277 km 133), Porto Amazonas (BR-277, km 158), Irati (BR -277, km 249), Imbituva (BR-373, km 217) e Lapa (BR-476, km 191).

A cobrança das tarifas foi autorizada após a restauração das estruturas prediais, instalação de novas bases de atendimento ao usuário, início dos serviços de suporte médico e mecânico – em atividade desde 28 de fevereiro -, recuperação da infraestrutura de tecnologia da informação e vistoria realizada pela ANTT.

Valores das tarifas

Os valores dos pedágios variam entre R$8,70 e R$11,50 (tabela completa abaixo) e foram calculados pela ANTT, considerando o percentual positivo de 15,75% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

CategoriaPraça 1 São Luiz do PurunãPraça 2 Porto AmazonasPraça 3 IratiPraça 4 ImbituvaPraça 5 Lapa
Automóvel, caminhonete e furgão (2 eixos)R$ 8,70R$ 10,90R$10,20R$10,00R$11,50
Caminhão leve ônibus, caminhão-trator e furgão (2 eixos)R$ 17,40R$ 21,80R$ 20,40R$ 20,00R$ 23,00
Automóvel e caminhonete com semirreboque (3 eixos)R$ 13,05R$ 16,35R$ 15,30R$ 15,00R$ 17,25
Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semirreboque e ônibus (3 eixos)R$ 26,10R$ 32,70R$ 30,60R$ 30,00R$ 34,50
Automóvel e caminhonete com reboque (4 eixos)R$ 17,40R$ 21,80R$ 20,40R$ 20,00R$ 23,00
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque (4 eixos)R$ 34,80R$ 43,60R$ 40,80R$ 40,00R$ 46,00
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque (5 eixos)R$ 43,50R$ 54,50R$ 51,00R$ 50,00R$ 57,50
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque (6 eixos)R$ 52,20R$ 65,40R$ 61,20R$ 60,00R$ 69,00
Caminhão com reboque, caminhão trator com semirreboque (7 eixos)R$ 60,90R$ 76,30R$ 71,40R$ 70,00R$ 80,50
Caminhão com reboque, caminhão trator com semirreboque (8 eixos)R$ 69,60R$ 87,20R$ 81,60R$ 80,00R$ 92,00

Formas de pagamento

Nas cabines manuais das praças, será possível efetuar o pagamento das tarifas em dinheiro ou com cartão de débito e crédito, na modalidade por aproximação. A modalidade Visa Vale Pedágio também será aceita.

Já nas vias automáticas, o motorista poderá optar entre as operadoras Sem Parar, ConectCar, Move Mais, Veloe e Greenpass.

Operação assistida

Com o intuito de promover orientações e tirar dúvidas dos usuários, a Via Araucária realiza a partir desta quarta-feira (13) a Operação Assistida nas praças de pedágio das vias concedidas.

Viajantes que trafegarem pelos locais deverão passar pelas cabines das praças, sem a necessidade de pagamento. Nelas, receberão material informativo, com a tabela de tarifas a serem praticadas no trecho, além de informações sobre os serviços de atendimento aos usuários prestados pela concessionária.

Mais informações também podem ser obtidas pelo 0800 277 0 376. A concessionária também disponibiliza um canal exclusivo, pelo WhatsApp, para pessoas com deficiência auditiva e de fala. O número é (41) 9 9519-0279.

Desconto para motoristas

Os usuários que trafegam nas rodovias administradas pela Via Araucária serão contemplados com dois benefícios tarifários: o Desconto Básico de Tarifa (DBT) e o Desconto de Usuário Frequente (DUF). Para obter as vantagens, é necessário apenas ter instalado no veículo um TAG, chip eletrônico autoadesivo colado ao para-brisa, que permite que os veículos passem pela pista automática de cobrança de pedágio.

DBT – Esse benefício oferece 5% de desconto a todas as categorias de veículos, independentemente da quantidade de viagens realizadas. Todo e qualquer veículo com TAG sempre que passar por uma das cabines automáticas de pedágio receberá 5% de abatimento no valor da tarifa.   

DUF – O DUF contempla apenas veículos de passeio (automóvel, caminhonete e furgão; automóvel e caminhonete com semirreboque; automóvel e caminhonete com reboque). Esse benefício oferece uma redução adicional e progressiva no valor da tarifa a partir da segunda passagem pela mesma praça, no mesmo sentido, realizada dentro do mesmo mês. Quanto mais o usuário utiliza a rodovia, menor fica o valor do pedágio.

*Para veículos comerciais ou caminhões com 2 ou mais eixos, a tarifa é igual ao número de eixos, multiplicado pelo valor da tarifa básica.

Sobre a Via Araucária

A Via Araucária é a concessionária responsável pela operação, manutenção e modernização do Lote 1 do Sistema Rodoviário do Estado do Paraná, abrangendo 473 quilômetros de rodovias federais e estaduais. Esse trecho inclui os contornos Norte e Sul de Curitiba, as interligações entre municípios da Região Metropolitana de Curitiba e a rota entre a capital e Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, entre outros segmentos viários.

O contrato de concessão assinado junto ao Governo Federal prevê investimentos da ordem de R$13,1 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implementação de tecnologias e inovações que contribuam para a prestação de serviços de alta qualidade. Para mais informações:www.viaaraucaria.com.br

(I) BR-277/PR:

  • Do acesso oeste de Curitiba/PR até a Ponte sobre o Rio Barigui, em Curitiba/PR;
  • Do entroncamento com a BR-476, no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-373/PR-452 (Relógio), em Prudentópolis/PR;
  • Do entroncamento com a BR-277/PR-431, no município de Campo Largo/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR-431 (Fim do Contorno de Campo Largo), em Balsa Nova/PR;
  • Do acesso a Santa no município de Balsa Nova/PR, até o entroncamento com a PR-423, em Balsa Nova/PR.

(II) BR-373/PR:

  • Do entroncamento com a BR-373/PR (Caetano) no município de Ponta Grossa/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR (Relógio), em Prudentópolis/PR.

(III) BR-376/PR:

  • Do entroncamento com a BR-476 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-116/476 (Curitiba Sul/Pinheirinho), em Curitiba/PR.

(IV) BR-476/PR:

  • Do entroncamento com a BR-376/277 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-427 (P/ Porto Amazonas), em Lapa/PR.

(V) PR-418:

  • Do entroncamento com a BR-277/PR (Campo Comprido) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-417, em Colombo/PR.

(VI) PR-423:

  • Do entroncamento com a BR-276 (Araucária) no município de Araucária/PR até o entroncamento com a BR-277 (Pista Direita), em Campo Largo/PR.

(VII) PR-427:

  • Do entroncamento com a BR-476 no município da Lapa/PR, até o entroncamento com a BR-277, em Palmeira/PR.

Assessoria de Imprensa – Via Araucária

Lumière Comunicação
Giovana Chiquim Cereja – (41) 9 9583-4827
Fernanda Guimarães – (41) 9 8705-8239

imprensa@viaaraucaria.com.br
www.viaaraucaria.com.br

Você já conhece os benefícios de possuir uma tag (chip eletrônico para pagamento automático)?

Clique aqui e confira!